Livraria do Psicologo e Educador: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade.

FRETE GRÁTIS PARA TODO O BRASIL A PARTIR DE R$119

PARCELE SUAS COMPRAS EM ATÉ 12x SEM JUROS

5% DE DESCONTO NO PIX OU BOLETO

Adolescência E Violência: Teorias E Práticas Nos Campos Clínico, Educacional E Jurídico

Autor: Amparo, Deise Matos Do

Adolescência E Violência: Teorias E Práticas Nos Campos Clínico, Educacional E Jurídico

Por: R$ 44,00

ou em 1X de R$ 44,00 sem juros

No Pix ou Boleto: R$ 41,80

Comprar
Calcular Frete

Disponibilidade:

PRODUTO EM ESTOQUE

IMPORTANTE:

- O prazo para entrega do pedido passa a ser considerado a partir da confirmação do pagamento do pedido pela instituição financeira.

- O envio será considerado conforme a coleta da empresa de transporte, em alguns casos no dia subsequente.

- Para acelerar a entrega, os itens do pedido poderão ser enviados separadamente.
Caso isso aconteça, não haverá cobrança de qualquer custo adicional e o prazo de entrega estabelecido na compra será mantido.

Sinopse

Neste livro, voltado para a questão da violência na adolescência, o foco de atenção dos autores se dirige, fundamentalmente, para a violência que estaria na base dos processos de subjetivação de sujeitos adolescentes. Uma pergunta parece insistir em todos os artigos reunidos nesta coletânea, ainda que formulada a partir de lugares distintos e complementares: por que a adolescência constituiria experiência privilegiada para o surgimento de comportamentos violentos? Ao se tentar "fazer trabalhar" esta questão, não se pode deixar de mencionar a inegável presença das rupturas traumáticas que marcam a travessia da adolescência, rupturas cujo conforto e superação demandam intenso trabalho psíquico. Trabalho parece representar justamente uma das palavras-chave na compreensão geral da problemática da adolescência e pressupõe o acionamento dos mecanismos responsáveis pelos processos de elaboração psíquica, em seus diferentes níveis. A possibilidade de realização de efetivo trabalho psíquico situa-se em polo radicalmente oposto àquele que concerne às respostas atuadas - ou, mais precisamente, às passagens ao ato em cujo cerne vislumbro, portanto, a precariedade e fragilidade egóica diante da irrupção de um pulsional não ligado. Porém, esta fragilidade que, de fato, se apresenta como repetição do estado de desamparo infantil, advém, igualmente, da exigência de "construção" e afirmação de uma identidade que se impõe ao psiquismo do adolescente a partir do próprio mundo interno. Esta exigência, este desafio, em primeiro lugar, é ele ter que ir à procura de um outro em si mesmo, mas devendo preservar suas fronteiras egóicas. O confronto com as radicais transformações em jogo na adolescência poderia ser traduzido, então como uma espécie de confrontação com a presença de um "estrangeiro" dentro de si. Adolescência: uma problemática de fronteiras?

Ficha Técnica

Editora: UNB

Especialidade: SOCIOLOGIA, LITERATURA

ISBN: 9788523012540

Páginas: 0280

Ano: 2010

Edição: 1

Inscreva-se e fique por dentro das novidades